Armageddon Time

Antes de Ronald Reagan ser eleito presidente dos Estados Unidos em 1980, uma família vive no Queens e precisa passar por um processo profundamente pessoal. Traçando um caminho de extremo amadurecimento, o filme aborda a força da família e a busca pelo "sonho americano".

O longa nos trás temáticas altamente relevantes para a vida, nos influencia a moldar nossos pensamentos e rever nossos conceitos. Um filme que aborda assuntos polêmicos e que deixa claro que não há nenhum lado bom ou ruim, há somente o lado de que todo ser humano é corrompido pelo mal.

Muito importante a temática da criação dos filhos dentro de casa, como o ditado popular diz, "o que faz em casa vai à praça", o quão importante é a presença dos pais na vida de uma criança e quão importante é ter um diálogo familiar saudável. O longa nos traz a importância de uma família unida, vem governo e vai governo, uma família unida sempre terá esperança e a segurança de que nunca estarão sozinhos.

É um roteiro muito bem escrito, sem deixar pontas soltas e sempre nos fazendo refletir, a escolha dos personagens foi simplesmente espetacular, todos em sintonia com os seus personagens. As atuações do filme são de primeira qualidade, Anthony Hopkins, Anne Hathaway, mostram o que sabem fazer de melhor, mas uma atuação que realmente superou as espectativas foi a de Jeremy Strong, se entregou e nos fez acreditar em todo aquele drama e toda responsabilidade que o “homem da casa” deve ter, fenomenal.

O filme já está sentindo o cheirinho do tapete vermelho do Oscar, ouso dizer que a indicação do melhor filme já está aí, não sei se ganha, mas é um forte candidato, assim como Jeremy Strong é para a estatueta de melhor ator coadjuvante.

Joinhas:

4

Por:

@vini.ventura23

.0 / 5.0