Fitness

Bate Coração

Sandro (André Bankoff) é um homem conquistador e preconceituoso, acostumado a uma vida de luxo. Quando sofre um ataque cardíaco, precisa urgentemente de um coração novo, e recebe o transplante da travesti Isadora (Aramis Trindade), recém-falecida devido a um acidente. Enquanto se recupera e tenta conquistar a médica que realizou a cirurgia, Sandro precisa repensar o seu preconceito.

A mensagem que o longa pretende nos passar fica bastante explícita em seu roteiro: Respeito e tolerância, nesse ponto todos os seus atos encontram-se em harmonia e nos transmite uma visão crescente de continuidade. Infelizmente esse é o único ponto positivo deste trabalho. Sua produção é meramente televisiva, não existem takes para cinema. (Fica nítida a falta de preocupação em investir numa amostra para a macro tela). Já nos primeiros minutos contemplamos essa grande deficiência (talvez por uma precária faixa orçamentária) em não investir, e até em não respeitar quem contempla a produção da sétima arte.

Suas atuações são repletas e estereótipos, não existe singularidade e todos os coadjuvantes parecem não ter feito esforço algum para encontrarem seus personagens. Até a própria “naturalidade” de deve-se passar em algumas situações no cinema são erroneamente exageradas em grande parte das cenas.

Enquanto a excentricidade destoa o personagem de André Bankoff e monotonia e falta e emoção despedaça a atuação de Aramis Trindade, ele não está bem neste papel, suas reações diante de uma triste realidade que o pega de surpresa não são compensadas com as reações mórbidas que ele proporciona o telespectador, talvez seja culpa da direção, ou até de sua não identificação com o papel. Apenas no terceiro ato, vemos um pouco de interesse, mas não muito duradouro.

“Bate Coração” e superficial, e descaracteriza o excelente ano que o Brasil está passando com suas grandes produções, principalmente na área da comédia, outra tentativa deste trabalho, entretanto, é maus um fracasso. Não vale a pena conferir algo no cinema se aquele trabalho nitidamente não foi feito para tal.

Joinhas:

1

Por:

@eduardomontarroyos

.0 / 5.0

2 Lados Online © 2014-2020. Created by Rafael Carvalho