Caminhos da Memória

Nick Banner (Hugh Jackman) é num investigador da mente que ajuda seus clientes a acessar memórias perdidas que gostariam de reviver. A vida de Nick muda completamente ao aceitar uma nova cliente, Mae (Rebecca Fergurson), onde uma simples lembrança de esquecimento de chaves, leva a uma trama perigosa e dramática.

O longa é um romance com ação e suspense, contendo reviravoltas e atuações formidáveis. Hugh Jackman, sempre deixando a sua marca de um excelente profissional da sétima arte, acredito que hoje podemos coloca-lo em uma posição de "se Hugh Jackman está no filme, vale a pena ver", vemos as feições do nosso velho 'Wolverine', mas tbm vemos todo o seu charme e paixão. Rebecca Fergurson não deixa a desejar na sua atuação, destacando umas das suas melhores qualidades que é a sua eloquente voz, onde já vimos e assim como Hugh Jackman já nos surpreendemos em "O Rei do Show".

A produção do filme é nada mais nada menos que Jonathan Nolan, que já nos deu exemplos fantásticos dos seus trabalhos no cinema, inclusive trabalhando com Hugh Jackman no longa " O grande Truque" e nos privilegiando com "Interestelar". Em relação aos efeitos especiais, não é feito nada de "outro mundo", até porque não é a proposta do filme ter tantas "coisas mirabolantes".

Nós foi entregue um filme muito bem escrito, bem produzido e atuado. Assim como nenhum filme é perfeito ele também tem suas falhas, mas que não são tão gritantes, aos olhos leigos não vão ser nem notadas, mas são nesses pequenos detalhes que observamos que não nos deixa dar a nota máxima.

Joinhas:

4

Por:

@vini.ventura23

.0 / 5.0