Fitness

Coringa

Coringa conta a origem do vilão do Batman. Onde conhecemos Arthur Fleck, um aspirante a comediante fracassado com uma condição mental que o faz rir nos momentos mais inoportunos possíveis. Pronto, só pode-se introduzir isso. O que vier além pode ser um grande Spoiler.

Essa nova adaptação é de longe a mais fiel aos quadrinhos. Espera-se o melhor Joaquin Phoenix, e sim, ele surpreende, talvez cem vezes mais do que contemplamos nos trailers. Vale ressaltar que todas as cenas dos trailers estão no longa. Coisa rara hoje em dia. Principalmente nas prévias da sua maior concorrência.

Sua fotografia e estilo de filmagens destoam do que estamos acostumados a assistir em filmes de “herói”. Não é um filme nesse estilo, é pesado, denso, cruel e dramático.

Torna-se plausível a ideia de alguns críticos de que o filme talvez possa provocar grupos reacionários e até incentivá-los. Mas tal atitude errada vai apenas da interpretação de cada telespectador. Em nenhum momento o longa mostra que esse é um bom caminho, pelo contrário, o ódio leva Arthur para o seu pior pesadelo: O Coringa. E acredite, ninguém, em sã consciência, vai desejar ser esse personagem após testemunhar essa nova trama.

A atuação de Phoenix torna a dos outros personagens meros e rápidos coadjuvantes. Existem surpresas e viradas em seu roteiro e nos mostra uma releitura do vilão. Existem cenas que fazem seu público ter muito medo da insanidade e imprevisibilidade do Coringa. Algo muito presente nos quadrinhos e até em algumas animações da DC, mas jamais vista nos cinemas até então (nem com Heath Ledger). A entrega do maior vilão da cultura POP é intensa e completa. Existem métodos, referências, feições, sons, muitas risadas, tudo numa única performance. Atenção: Não é “filme de criança”, a obra é violenta, como tem que ser.

O filme não possui defeitos pois nos entrega a mais seca e pessimista história de origem de vilão, sendo construído da forma sólida e muito segura de si. Uma verdadeira aula de adaptação. É uma pena que o diretor Todd Phillips não pense em continuar. Talvez uma adaptação de “Piada Mortal” com o novo Batman (Robert Pattinson) seja uma excelente ideia. Mas sabemos que no mundo recheado de possibilidades do cinema, tudo pode acontecer. Não custa sonhar!

Joinhas:

5

Por:

@eduardomontarroyos

.0 / 5.0

2 Lados Online © 2014-2020. Created by Rafael Carvalho