Eduardo e Mônica

Mais um filme nacional chega às telonas, dessa vez com mais uma das músicas da banda “Legião Urbana”. “Eduardo e Mônica” já nos provoca expectativas de ser tão bom quanto a canção. Eduardo, um garoto do ensino médio que conhece Mônica, uma mulher que está concluindo o curso de medicina. Os dois não tem nada em comum, mas é como diz o ditado, os opostos se atraem.

É um bom filme de romance, diferente de muitos longas nacionais que não tem pé nem cabeça. “Eduardo e Mônica” nos deixa emocionados e entendedores do drama individual que cada um deles demonstram. Eduardo estudando muito, ainda com o vestibular à vista. Mônica com várias decisões do que realmente quer ser na vida, nunca sabemos se as suas carreiras vão deixá-los ficarem juntos ou irão distanciá-los. Só o final nos mostra uma grande reviravolta na trama.

Um ponto negativo que posso expor aqui (por sinal foi muito grande) está no fato de que o longa não é tão coerente com a música em si: Mônica é praticamente a protagonista do filme e Eduardo fica mais “apagado”. Acho que o longa se concentrou mais na primeira e na segunda parte da música. A terceira e última foi conduzida de forma bastante despretensiosa, apenas por um “desencargo de consciência” e isso talvez irá deixar os fãs um pouco insatisfeitos.

Joinhas:

3

Por:

@vini.ventura23

.0 / 5.0