Moonfall

Uma força alienígena desconhecida tira a lua de sua órbita ao redor da terra e a encaminha numa rota de colisão com o nosso planeta azul, um fato capaz de aniquilar a vida terrestre. A ex-astronauta Jo Fowler (Halle Barry) está convencida de que tem a chave para salvar o povo da terra, mas apenas um ex-astronauta, antigo companheiro de equipe, Brian Harper (Patrick Wilson) e o seu novo parceiro, o teórico K.C. (Jhon Bradley) acreditam nela e se dispõem a ajudá-la no que for preciso.

O filme dirigido por Roland Emmerich tem as mesmas características do antigo longa "Independence Day", também dirigido por ele. Uma grande ameaça alienígena contra os seres humanos, batalhas de naves espaciais, ao mesmo tempo nos trás lembranças do filme "2012" também dirigido por Emmerich, com a destruição da terra e o povo tentando de todas as formas sobreviver.

Podemos dizer que o longa é uma ficção científica bem emocionante, mas sem muitas surpresas. A produção do filme nos deixa admirados em algumas partes, mas em outras nos deixa bem decepcionados. Claramente vemos que houve um trabalho mais elaborado em efeitos especiais de algumas cenas, não em todas, isso acontece em muitos longas, mas as vezes passa despercebido pelo fã, infelizmente em “Moonfall” deixou clara as diferenças para todos.

Em relação a roteiro, nada de especial, nem inovador, mais uma guerra de humanos contra inteligências artificiais, apenas agora com um novo foco e uma nova arma, a lua. Atuações bem superficiais, nada muito desafiador aos nossos queridos atores que já vimos fazer filmes mais difíceis em termos de atuação.

Mas um ponto muito positivo está no fato de que a grande maioria dos telespectadores irão se divertir e se admirar, é um filme para vermos com a família e sem compromisso de críticas ou premiações, ir apenas por diversão de ver um filme de ficção científica com uma nova história e uma ponta para continuação.

Joinhas:

3

Por:

@vini.ventura23

.0 / 5.0