Não! Não olhe!

Não! Não olhe! Uma ficção científica misturado com suspense que conta a história de um domador de cavalos, não para corridas e torneios, mas sim para estrelarem em filmes e comerciais. Juntamente com sua irmã, onde podemos dizer que faz de tudo um pouco, encontram uma anomalia no céu e tentam entender do que se trata.

O trailer nos entrega muita coisa, entrega logo que estamos vendo uma ameaça alienígena, ponto muito negativo, pois iria deixar mais interessante descobrirmos enquanto estivéssemos assistindo ao filme. Com essa entrega, ao decorrer do longa, não temos tanta surpresa, é mais o interesse mesmo de ver como as coisas vão terminar.

No primeiro e no segundo ato, temos a presença de um suspense bem intenso, me impressionou, faz tempo que não víamos um filme com esses aspectos de tensão e medo de alienígenas entre nós. Logo no começo vemos aspectos parecidos com o excelente filme estrelado por Mel Gibson e Joaquin Phoenix, “Sinais”, boas atuações, um bom roteiro e um bom mistério.

Logo no final do segundo ato e começo do terceiro, começa a se tornar mais um filme de alienígenas tentando ‘comer’ a humanidade. O diretor trás uma pegada um pouco diferente em relação a aparência do vilão, o que é um ponto positivo, mas a aparência não foi bem feita, posso dizer que foi até um pouco confusa.

Vale a pena conferir, ir ao cinema para ver uma temática um tanto diferente, pra variar de tantos filmes de heróis comediantes.

Joinhas:

4

Por:

@vini.ventura23

.0 / 5.0