Fitness

Porta dos Fundos em: A Primeira Tentação de Cristo

Crítica ESPECIAL DE NATAL! Nosso site não poderia deixar de escrever algo sore esse lançamento que tem gerado muito polêmica e divisões em todo o nosso “briguento” país. Contudo, tanta repercussão tem gerado bastante audiência para este pequeno filme de aproximadamente quarenta e cinco torturantes minutos. Infelizmente eu fui um dos que deu audiência a esta obra, mas garanto que será por uma boa causa.

Existem várias obras audiovisuais, cinematográficas, literárias e teatrais que satirizam a bíblia. Não concordo com o esse tipo de prática pois considero “mexer no que é Sagrado”, tal atitude não deve ser feita, pelo contrário, respeitada. Mas ninguém satiriza mais a Bíblia quanto o grupo “Porta dos Fundos”, temática presente desde o começo de suas carreiras.

O longa retrata um “deus pecador” que traiu José com Maria e concebeu um “Jesus” repleto de dúvidas, incertezas e que ainda por cima cai em sua primeira tentação no deserto, dando ao telespectador a mais clara intenção ao passar um jovem com aspectos homo afetivos que se envolveu com um rapaz homossexual no deserto, que no final descobre-se que este homem é o Diabo, ou seja, Jesus cai em sua primeira tentação.

Seu roteiro é ofensivo e bastante pretencioso, suas aplicações caricatas de que o “Filho de Deus” está “dentro de nós” também vão além de todas as ausências de respeito com a fé do próximo. Maria é tentada sexualmente pelo próprio “deus”, José é um homem descontrolado que não para de pronunciar palavras torpes, os reis magos são adeptos à prostituição e ao engano, deus é enganado por satanás e perde para mesmo, ou seja, é incrível como todas as maiores blasfêmias possíveis e mais condenadas pela Bíblia podem encontrar-se em menos de uma hora numa obra audiovisual.

Não assistam, não compartilhem, a única repercussão que este trabalho deve ter é para não ser nem visualizado, tais ofensas devem ser combatidas porque é o nome de Jesus Cristo que está sendo manchado por loucos que usam a sétima arte para ferir o que é sagrado.

Joinhas:

0

Por:

@eduardomontarroyos

.0 / 5.0

2 Lados Online © 2014-2020. Created by Rafael Carvalho