Fitness

The Crow - 3ª Temporada

A missão de ‘Claire Foy’ em The Crown chegou ao fim na segunda temporada, com a atriz passando o bastão para ‘Olivia Colman’ no papel de Elizabeth II, a Rainha da Inglaterra. Muito tempo se passou desde os acontecimentos dos episódios passados, e a série agora mostra a família real bem mais madura.

Historicamente falando existem muitas divergências e “floreios” por parte da sala de roteiristas em relação as fatos da atual Família Real: A princesa Margareth jamais beijou o então presidente dos Estados Unidos Lyndon Johnson; Nunca foi provado que o Lord Mountbatten tentou dar um golpe no Primeiro-Ministro; Charles foi estudar em Gales, mas seu discurso não foi ‘revolucionário’; Neil Armstrong, Buzz Aldrin e Michael Collin e sua ida à lua não desencadearam uma crise de meia idade em Philip; O Duque de Windsor nunca pediu desculpas à Elizabeth. Entre outros detalhes que permitem com liberdade uma leve adaptação nos dando um tom mais melodramático.

Seguindo o mesmo padrão em nos mostrar um tema por episódio, The Crown não chega a ser uma aula de história, entretanto é uma lição de vida a todos que desempenham alguma função de liderança. A atuação de Colman e Tobias Menzies (Príncipe Philip) é o ponto mais alto da trama fazendo jus ao trabalho inicial de Foy e Matt Smith. A atuação fria e ao mesmo tempo bastante expressionista de Colman brilha pela sutileza em reagir a cada acontecimento que, apesar de tanto poder, na maioria das vezes lhe fogem do controle. E Menzies expressa bem o agora maduro Philip que finalmente aprendeu a ser o marido perfeito para a sua compromissada esposa. Não podemos esquecer da inconfundível Helena Bonham Carter, talvez a melhor escolha desta temporada. E a escalação de Josh O'Connor a fim de dar vida ao Príncipe Charles já nos mostra que a Netflix está pensando num longo e próspero futuro desta série.

Atualmente ‘The Crow’ foi renovada até a sexta temporada, ou seja, vêm mais três anos pela frente. Certamente o futuro da série é bastante promissor pois a base dos dois primeiros anos foi muito bem plantada, se todo planejamento e maestria for continuamente orquestrado essa tem potencial de ser umas dar melhores produções da Netflix.

Joinhas:

4

Por:

@eduardomontarroyos

.0 / 5.0

2 Lados Online © 2014-2020. Created by Rafael Carvalho