Fitness

The Crown - 4ª Temporada

A quarta temporada de The Crown acompanha mais uma década da família real britânica, passando pelo casamento de Charles (Josh O'Connor) com a Princesa Diana (Emma Corrin), bem como pelo relacionamento da Rainha Elizabeth (Olivia Colman) com a Primeira-Ministra Margaret Tatcher (Gillian Anderson).

Peter Morgan nos entrega um roteiro cheio de polêmicas e detalhes sobre a incrível saga da “Família Real” britânica. É memorável como toda a equipe consegue nos mostrar, com qualidade, o quão perigoso pode ser fazer parte de realeza, principalmente aos olhos de Diana (Corrin). Com um elenco avassalador Morgan aproveita todos os dez episódios para explorar a camada profunda de cada personagem. É incrível como nenhum deles é deixado de lado, não existem pontas em seu roteiro, apenas as propositais, a fim de nos quer deixar curiosos para as próximas temporadas.

Apesar do protagonismo pesado e satisfatório de Colman como a Rainha Elizabeth II ela não é o foco da trama pois Gillian nos fornece uma excelente representação como Tatcher, apesar de ser um pouco caricata o roteiro a ajuda a ser mais precisa e histórica. Sua atuação pode até ser comparada com Meryl Streep em A Dama de Ferro, de 2011, e até ouso declarar que foi superior a atriz ganhadora do Oscar em 2012.

Mas nada tem mais destaque que O’Connor e Emma nos papeis de Charles e Diana. As camadas do casamento são com um tempo cada vez mais “descascadas” ao longo dos episódios, destacando seus altos e baixos (mais baixos que altos), vislumbres de declarações amorosas entrelaçadas com discursões e armas em formato de palavras no qual os dois insistem em travar. Todas as pontas e raízes, do que se tornará uma tragédia, são construídas de forma emocionante nesta temporada.

Não tem pra ninguém! ‘The Crow’ é a “dona” da Netflix. É o que o streaming deveria dar a maioria de suas séries: Dedicação e qualidade. Tudo está no seu devido lugar, existe tempo para contar uma história linda e complexa ao mesmo tempo. “A Coroa”: A personagem principal, ainda está lá, viva e forte, os que se curvam a ela sobrevivem, e aqueles que a abandonam pagam e ainda pagarão um preço altíssimo.

Joinhas:

4

Por:

@eduardomontarroyos

.0 / 5.0

2 Lados Online © 2014-2020. Created by Rafael Carvalho